Ibeu reúne mais de cem voluntários no Clean Up The World

Mais de cem voluntários do Ibeu participaram do Clean Up The World, no último sábado, 21 de setembro, no Rio de Janeiro. Nem mesmo a chuva foi capaz de desmotivar o grupo que recolheu, em média, 286 quilos de lixo nos sete pontos representados pelo curso de idiomas. Segundo os organizadores do projeto, de 25 a 30% do lixo recolhido na ação é reaproveitado.

O projeto nasceu na Austrália há 26 anos, e esta é a 17ª vez que o Brasil participa do mutirão, cujo tema foi “Air Pollution” – Poluição do Ar. Neste ano, o Ibeu abraçou a causa e se engajou na limpeza de diversos locais, dois deles inéditos no circuito oficial: os bairros Icaraí, no município de Niterói, e Ilha do Governador, na cidade do Rio.

A assistente administrativa Andrea Teixeira participou como coordenadora em Niterói. Para ela, fazer parte de uma instituição que se preocupa com essa causa é muito gratificante. “A mudança precisa começar por algum lugar e que bom que é pelo Ibeu e que eu faço parte dessa história”.

Andrea contou que se inscreveu para servir de modelo para os filhos. “Sempre ensinei a eles que não se deve jogar lixo no chão, mas queria ser o exemplo mostrando na prática. Eu quero que eles apliquem esse ensinamento e que respeitem e valorizem o trabalho das pessoas responsáveis pela limpeza em qualquer local”, disse ela que participou da ação com a família.

Os locais em que tiveram representantes do Ibeu foram: Praia de Icaraí, em Niterói; Praia da Bica, na Ilha; Parque dos Patins, na Lagoa; Parque de Madureira; Praia do Recreio; Praia da Barra da Tijuca; e Praia de Ipanema. O evento começou às 10h e se estendeu até às 13h, exceto em Madureira que aconteceu das 14h às 17h.

Brasil

O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo, com 11,3 milhões de toneladas por ano, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia, segundo o relatório do Fundo Mundial para a Natureza (WWF), com base no Banco Mundial, divulgado em março deste ano.

De acordo com o estudo, o volume de plástico que vaza para os oceanos todos os anos é de aproximadamente 10 milhões de toneladas. Além disso, segundo o dado divulgado pelo Fórum Econômico Mundial de Davos, em 2016, estima-se que, em 2050, haverá mais plásticos do que peixes nos oceanos.

Com apenas 9 anos, Mirella dos Reys já reconhece a importância desse tipo de ação para o meio ambiente e se sente realizada em participar. “Eu me sinto muito útil, porque estou ajudando os animais”, contou.

Clean Up The World

O Clean Up The World é uma ação de proporção mundial em prol da preservação do meio ambiente que consiste na limpeza de locais realizada por voluntários. O projeto, realizado por uma organização apolítica sem fins lucrativos e não governamental, foi criado em 1993, na Austrália, mas avançou ao longo dos anos. O mutirão de limpeza acontece em 133 países, simultaneamente, no terceiro fim de semana de setembro e já mobiliza mais de 35 milhões de pessoas ao redor do mundo. A data da ação foi instituída no terceiro fim de semana de setembro por marcar o fim do verão europeu, quando as praias ficam mais sujas devido ao turismo e à maior frequência. O site oficial do evento possui todas as informações necessárias: https://www.cleanuptheworld.org/news

 

 

You Might Also Like